Tiémoué Bakayoko está a um passo de se transferir para o Chelsea. O alegado interesse do Manchester United não deverá desviar o meia francês da rota inicial e é no sentido de Londres que o jogador se prepara para rumar.

Foto: "TF-Images/Getty Images"

Foto: “TF-Images/Getty Images”

A saída de Bakayoko no final da temporada 2016/17 era um dado consumado para os responsáveis do AS Mónaco, de tal forma que o atual campeão francês rapidamente se moveu no mercado para garantir Youri Tielemans, potencial substituto de Bakayoko. Nos primeiros dias da semana que agora termina, a imprensa inglesa noticiou o interesse do Manchester United de José Mourinho no jogador, porém, o destino de Bakayoko deverá ser mesmo Stamford Bridge. Em Inglaterra como em França, os mídia avançam que já há acordo entre os dois clubes e a mudança vai envolver os 45 milhões de euros. O jogador de 22 anos está interessado em rumar ao futebol inglês para representar o Chelsea e chegar a acordo com o próprio no que respeita a questões salariais não deverá ser uma entrave. A oficialização do acordo deverá estar por horas.

Joelho adia anúncio

O jogador de 22 anos é aguardado em Londres nas próximas horas para cumprir a indispensável bateria de exames médicos. O departamento clínico do Chelsea prestará particular atenção a um dos joelhos de Bakayoko. Após o fim da época desportiva, Bakyoko foi submetido a uma intervenção cirúrgica que implica um período de reabilitação. O jogador será examinado previamente para perceber se cumpre as condições necessárias para passar nas provas que lhe serão feitas e, mais do que isso, importa aos “Blues” perceber se o jogador não necessita de mais nenhuma operação.

O joelho será examinado mas os responsáveis do Chelsea acreditam que não há motivos para grande preocupação a longo prazo, embora a situação obrigue a uma gestão cuidada nesta etapa inicial da época. Segundo a imprensa inglesa, caso o acordo se concretize, é possível que Bakayoko fique de fora durante seis semanas, realizando trabalho específico para poder ter uma época de alto nível. Caso assim seja, o técnico Antonio Conte não vai poder usufruir dos serviços do jogador até à primeira pausa para compromissos de seleções da época, falhando a Supercopa britânica e os jogos com Arsenal, Burnley, Tottenham e Everton. Os exames médicos deverão ser cumpridos esta sexta-feira e o Chelsea pretende concluir o processo de transferência antes da partida para a “tour” na Ásia, até porque embora não possa jogar, Bakayoko deverá integrar a comitiva inglesa.

Matic pode sair

A chegada de Bakayoko para o meio-campo defensivo do Chelsea poderá precipitar a saída de Nemanja Matic do clube. José Mourinho é um admirador confesso das qualidades do internacional sérvio, porém, os “Blues” não querem transferir o jogador para o Manchester United nem +ara outro clube inglês. O “The Guardian” adianta que o Inter de Milão já demonstrou interesse pelo jogador e a verdade é que o Chelsea demonstra abertura a ver o jogador partir para o futebol italiano.

Boas Apostas!