Cédric Bakambu é mais um jogador que se prepara para trocar um campeonato europeu “top 5” para rumar ao futebol chinês. O atacante de 26 anos vai deixar o Villarreal para rumar os chineses do Beijing Guoan em mais uma negociação que envolve muitos milhões de euros.

BakambuTem sido uma das principais figuras na campanha do Villarreal nessa temporada 2017/18 e já tinha sido colocado na rota de vários emblemas para esse mercado de inverno. Cédric Bakambu vai mesmo deixar o “El Madrigal” para rumar ao futebol asiático, nomeadamente ao Beijing Guoan, emblema que milita na Superliga da China. O acordo está praticamente fechado e os valores já são conhecidos: O Beijing Guoan vai pagar 40 milhões de euros ao Villarreal para assegurar o passe do jogador e, derivado das alterações que visam dificultar a contratação de estrangeiros por parte de emblemas chineses, o clube chinês pagará mais 34 milhões de euros em impostos para que possa efetivar a contratação do jogador que tem dupla nacionalidade (franco/congolesa). O atacante já efetuou os habituais exames médicos e só falta o anúncio oficial para que Bakambu se torne jogador do Beijing Guoan.

Para convencer Bakambu a se mudar para a China, o Villarreal ofereceu ao jogador o terceiro maior salário daquele campeonato, surgindo apenas depois de Oscar (24 milhões de euros anuais) e Hulk (20). Já Bakambu vai auferir uma quantia a rondar os 18 milhões de euros, assinando um contrato que será válido por quatro temporadas. O jogador passará a integrar o “top 10” de futebolistas mais bem pagos da história.

Percurso

Revelado pela base do Sochaux, Bakambu rumou aos turcos do Bursaspor na temporada 2014/15, permanecendo durante uma temporada, antes de se mudar para os espanhóis do Villarreal. Na primeira temporada apontou 22 gols em 50 jogos, na segunda fez 12 em 34 e, na primeira metade dessa época, marcou 14 gols em 21 jogos.

Agora, Bakambu se transfere para a “armada verde” de Pequim que nas últimas temporadas até contou com os serviços de dois brasileiros: Ralf e Renato Augusto, ambos ex-Corinthians. O terceiro “estrangeiro” do elenco do Beijing Guoan no último ano foi o espanhol Jonathan Soriano, autor de 16 gols em 19 partidas.

Agora treinado pelo alemão Roger Schmidt, o Beijing Guoan ficou muito aquém das expetativas na última temporada ao não conseguir mais que ficar em uma modesta nona posição do campeonato chinês. Para a nova temporada, o Beijing Guoan ambiciona terminar mais acima na tabela, de preferência em lugar de acesso às provas continentais da próxima temporada.

Boas Apostas!