No mundo do futebol, a questão financeira sempre foi importante, tendo em vista o poder dos grandes clubes, que então contratam jogadores por um valor extremamente alto, além de pagarem altíssimos salários para os que se destacam dentro de campo. Esta realidade jamais mudará, pois a concorrência é grande e um clube sabe que senão pagar um bom salário, este jogador pode se transferir para o rival, recebendo então uma proposta melhor. Desta forma, esta realidade financeira não existe somente nos clubes, mas também é refletida nas seleções. Vale lembrar que os melhores jogadores sempre estão em suas seleções, o que então gera como consequência uma realidade financeira alta. Além disto, organizações como a CBF são ricas, controlando o futebol nacional e é claro, a seleção também. Portanto apesar dos jogadores não receberem salários para defenderem a seleção, ainda assim recebem prêmios quanto estão participando de uma grande competição, como por exemplo a Copa do Mundo, vamos acompanhar agora com maiores detalhes os valores que as seleções e também os jogadores receberam.

Premiação no mundial

É importante destacar os prêmios não ficam apenas com os primeiros colocados, mas sim com todas as seleções que participam do mundial. Devido ao fato da Copa do Mundo ser um torneio grandioso, é possível que todos tenham a oportunidade de receberem uma fatia do lucro. Vamos acompanhar as premiações:

Campeão – US$ 38 milhões

Vice-campeão – US$ 28 milhões

Terceiro lugar – US$ 24 milhões

Quarto lugar – US$ 22 milhões

5º ao 8º lugar – US$ 16 milhões

9º ao 16º lugar – US$ 12 milhões

17º ao 32º lugar – US$ 8 milhões

Além destas premiações por colocação, a Copa do Mundo ainda fornece outras premiações, de forma individual. A seleção campeão foi a França, que recebeu trinta e oito milhões de dólares, ou seja, aproximadamente cento e cinquenta milhões de reais, prêmio suficiente para agradar a todos, já que no elenco estão jogadores consagrados e com altos salários, o que consequentemente esperam um grande prêmio. Vale destacar alguns casos especiais e que realmente merecerem elogios, como é o caso do jovem Kylian Mbappé, o qual além de ter vencido o prêmio de revelação do mundial, e ainda ter feito jogos de extrema importância, mostrou que é um campeão dentro de campo e também fora dele, já que recebeu em média setenta e sete mil reais por partida, mais um bônus de um milhão e trezentos mil reais pelo título, e doou toda esta quantia para uma instituição de caridade. O diretor geral da Premiers de Cordée, Sebastian Ruffin, disse estas palavras ao diário francês Le Parisien: “Kylian Mbappé é uma pessoa maravilhosa. Quando a agenda dele está vaga, ele nos visita com um grande prazer. Ele tem uma ótima relação com as crianças. Sempre acha as melhores palavras para encorajá-las”. Vale destacar que além de Mbappé, outros jogadores também usaram seus prêmios destinando então para algumas instituições ao redor do mundo.

As premiações continuarão

A Copa do Mundo do Qatar promete ser a mais luxuosa e tecnológica da história, portanto com todo este dinheiro investido, é claro que as premiações também serão altas. Até o momento a quantia divulgada é de quatrocentos e quarenta milhões de dólares. Desta forma todos os jogadores ainda possuem uma motivação extra, pois além de ser uma honra vestir a camisa da seleção, ainda podem embolsar um grande prêmio. Ficamos na torcida também para que muitos jogadores façam como Mbappé e destinem estas quantias para pessoas mais necessitadas, deixando assim o mundo ainda mais justo e equilibrado, já que os jogadores normalmente possuem altos salários e assim podem abrir mão de um bônus a mais no mundial do Qatar, recebendo em troca muitos agradecimentos e sorrisos.