No ultimo domingo, ocorreu a final da Copa do Mundo de futsal no Ginásio Coliseo El Pueblo, em Cali, na Colômbia. Quem levou a melhor foi a Argentina, que derrotou a Rússia por 5 a 4 e conquistou o título inédito num mundial. O jogo começou nivelado, com as duas equipes se examinando. Aos poucos, a Rússia foi melhorando na partida, e chegou ao gol faltando quatro minutos para o fim da primeira etapa. O brasileiro naturalizado russo, Eder Lima abriu o placar após dividida com a defesa. Apesar de estar a frente e do grande apoio da torcida presente, a vantagem dos europeus durou pouco tempo. Após 26 segundos, a Argentina chegou ao gol de empate com Vaporaki, que aproveitou a chance no rebote do goleiro. Faltando menos de um minuto para o final do primeiro tempo, a Argentina teve a chance de cobrar um tiro livre. Cuzzolino não desperdiçou, bateu no ângulo e colocou os hermanos de volta no jogo. A decisão continuou acirrada no segundo tempo, com pouco mais de um minuto, a Rússia chegou ao gol de empate, outra vez com Eder Lima.

Jogo disputado até o final.

Jogo disputado até o final.

O brasileiro Eder Lima recebeu, e deu um belo giro em seu adversário, batendo alto e forte, sem chance para o goleiro argentino. Apesar disso, a Argentina tratou de responder em seguida mais uma vez. Com dezessete segundos após ter levado o gol de empate, os sul-americanos marcaram o terceiro, com Brandi. Dois minutos depois, a Argentina aumentou a vantagem, mais uma vez com Brandi. A Rússia apertava, mas errava muito nas finalizações. A Argentina teve mais um tiro livre a favor, mas Cuzzolino perdeu a chance de marcar. A partida ficou ainda mais emocionante, com as duas equipes atirando-se ao ataque. Necessitando dos gols, os Russos foram para cima, porém aproveitando-se do goleiro linha do rival, os hermanos recuperaram a bola na defesa, Vaporaki chutou de longe e marcou o segundo no confronto. A Rússia ainda diminuiu com Lyskov e Eder Lima, cobrando tiro livre.Com o placar de um gol de diferença, a Argentina chega ao título em feito inédito da Copa do Mundo de futsal pelo placar de 4×5.

Falcão homenageado em pior campanha do Brasil 

Falcão foi homenageado pela FIFA por ser o maior artilheiro da história das copas.

Falcão foi homenageado pela FIFA por ser o maior artilheiro da história das copas.

O Brasil foi eliminado antes das semifinais da Copa do Mundo de futsal, pela primeira vez na história. Na quarta-feira, a equipe de Falcão caiu nos pênaltis diante do Irã, após empate por 4 a 4 com bola rolando, e deu fim a sua participação no torneio disputado na Colômbia na fase de oitavas de final. A pior participação da Seleção Brasileira em um Mundial havia sido em 2004, ficando com a terceira colocação, quando caiu na semifinal. Com cinco títulos em sete edições do torneio, o time verde e amarelo caiu diante de um time sem grande tradição no futsal, o que torna a eliminação ainda mais histórica. Os times que jogaram esse mundial evoluíram muito, tanto que a seleção da Espanha que tem 2 títulos também caiu prematuramente. Que sirva de alerta para a CBF (Confederação Brasileira de Futebol) que hoje não existe mais time bobo no futebol.

Falcão, o maior jogador de futsal de todos os tempos, mesmo marcando três gols contra o Irã, não conseguiu salvar o Brasil da desclassificação. Mesmo assim, o dia foi especial para Falcão, o jogador foi homenageado após a partida contra o Irã, a FIFA (Federação Internacional de Futebol) homenageou o jogador com vídeo especial sobre a participação do atleta no torneio, todos os jogadores do Irã, também mostraram reverência ao grande craque brasileiro. Com 39 anos, Falcão se despede da competição como o maior artilheiro da história do torneio com 48 gols.

Irã vence Portugal nos pênaltis e fica com terceiro lugar

A disputa pelo terceiro lugar da Copa do Mundo de futsal foi de arrepiar. No primeiro tempo, os times não marcaram, e o zero a zero não saiu do placar. Na abertura do segundo tempo, Portugal marcou duas vezes com Cardinal. Mesmo com a inferioridade de dois gols no placar, o Irã não se abateu, foi pra cima e igualou a disputa. Primeiro com Kazemi, que diminuiu a diferença, e depois com Javid, que empataram a decisão em 2 a 2. Após o tempo regulamentar terminar com as equipes empatando em 2 a 2, o Irã levou e foi superior na decisão por pênaltis, vencendo por 4 a 3.

Boas Apostas!