No último domingo (20) o escocês Andy Murray conquistou pela primeira vez na sua carreira o torneio ATP Finals, última competição da temporada que foi disputada em Londres, Inglaterra. Depois de um ano maravilhoso, o atual número 1 do mundo disputou a final do Finals contra o sérvio Novak Djokovic, ex-líder do ranking mundial e atual segundo colocado. Jogando melhor durante quase toda a partida e contando com o apoio da torcida londrina, Murray venceu Djokovic por 2 sets a 0, com parciais de 6-3 e 6-4, consolidando-se pela primeira vez campeão do ATP Finals e permanecendo como líder do ranking mundial do tênis masculino simples, colocação atingida no dia 7 de novembro. “Foi um dia muito especial para mim. E jogador com Novak aqui, bem, nós já jogamos em finais de Grand Slam e em Olimpíadas, mas essa foi a minha maior vitória. Estou muito feliz por ter vencido e por terminar o ano como número 1”, afirmou Murray depois do nono título no ano.

Andy Murray com as taças do ATP Finals e de número 1 do mundo.

Andy Murray com as taças do ATP Finals e de número 1 do mundo.

Essa foi a primeira vez que o líder e o vice-líder do ranking mundial masculino disputaram a final do ATP Finals para definir o número 1 do tênis masculino simples. Atuando em grande estilo, Murray manteve a série de 24 jogos sem perder, terminando o ano de 2016 como líder do ranking mundial. Com os bons resultados, até mesmo Novak Djokovic afirmou que o tenista escocês merece o topo do tênis masculino. “Foi um a honra estar em quadra hoje, fazendo parte da história. Murray definitivamente é o número 1 do mundo. Mereceu vencer. Jogou o melhor tênis. Comecei a jogar melhor no final do jogo, mas já era tarde. Parabéns para ele”, afirmou Djokovic depois da derrota.

Títulos que levaram ao topo do ranking

Andy Murray com a taça de Wimbledon em 2016.

Andy Murray com a taça de Wimbledon em 2016.

Durante todo o ano de 2016, Andy Murray colecionou título, conquistando ao todo nove campeonatos na temporada, determinando um novo recorde de títulos vencidos em um mesmo ano, que antes era do sérvio Novak Djokovic com sete títulos no ano, que agora foi ultrapassado por Murray com nove títulos em 2016. A primeira conquista foi em maio, quando Murray venceu o Master 1000 de Roma, vencendo na final Djokovic por 2 sets a 0, com parciais de 6-3 e 6-3. Na sequência do ano, o escocês venceu o canadense Milos Raonic por 2 sets a 1, com parciais de 6-7 (5-7), 6-5 e 6-4, e conquistou também o ATP Queen’s. Menos de um mês depois, conquistou seu terceiro título, o Torneio de Wimbledon sobre o mesmo adversário, dessa vez por 3 sets a 0, com parciais de 7-6, 7-6 (7-3) e 7-6 (7-2).

Dando uma pausa nas competições oficiais da ATP, Murray disputou os Jogos Olímpicos do Rio, conquistando em agosto a medalha de ouro no simples masculino, vencendo o argentino Juan Martín Del Potro por 3 sets a 1, com parciais de 7-5, 4-6, 6-3 e 7-5. Chegando mais ao fim da temporada, o tenista britânico ainda conquistou o ATP 500 de Pequim, vencendo o búlgaro Grigor Dimitrov por 2 sets a 0, com parciais de 6-4 e 7-6 (7-2). Em outubro, Murray venceu o Masters 1000 de Xanguai, passando por cima do espanhol Roberto Bautista-Agut na final por 2 sets a 0, com parciais de 7-6 (7-1) e 6-1. Na sequência ainda conquistou o ATP de Viena, vencendo o francês Jo-Wilfried Tsong por 2 sets a 0, com parciais de 6-3 e 7-6 (8-6). Já no começo de novembro, Murray conquistou seu primeiro título como melhor do mundo, vencendo o Masters 1000 de Paris, onde venceu o norte-americano John Isner por 2 sets a 1, com parciais de 6-3, 6-7 (4-7) e 6-4, além do título do ATP Finals, o último e nono conquistado no ano.

Ranking da ATP de novembro

Confira abaixo os dez primeiro colocados do ranking da ATP do tênis masculino simples, sendo que este ranking permanecerá o mesmo até o fim deste ano:

  1. Andy Murray (GBR) 12.685 pts
  2. Novak Djokovic (SRV) 11.780 pts
  3. Milos Raonic (CAN) 5.450 (+1) pts
  4. Stan Wawrinka (SUI) 5.315 (-1) pts
  5. Kei Nishikori (JAP) 4.905 pts
  6. Marin Cilic (CRO) 3.650 (+1) pts
  7. Gaël Monfils (FRA) 3.625 (-1) pts
  8. Dominic Thiem (AUT) 3.415 (+1) pts
  9. Rafael Nadal (ESP) 3.300 (-1) pts
  10. Tomas Berdych (RTC) 3.060 pts

Boas Apostas!