Um dos melhores tenistas da atualidade, ocupando a segunda colocação no ranking mundial do tênis masculino, o escocês Andy Murray conquistou pela segunda vez o título do torneio de Wimbledon, disputado em solo britânico na cidade que dá o nome ao campeonato em quadras de grama. Três anos depois de encerrar um jejum de 77 edições sem um vencedor britânico e conquistar o torneio de Wimbledon pela primeira vez, ao vencer em 2013 o sérvio Novak Djokovic por 3 sets a 0, Murray conquistou seu bicampeonato no último domingo (10) ao vencer o canadense Milos Raonic também por 3 sets a 0, com parciais de 6-4, 7-6(7-3) e 7-6(7-2).

Andy Murray com a taça de campeão do torneio de Wimbledon.

Andy Murray com a taça de campeão do torneio de Wimbledon.

Com essa conquista, o atual segundo melhor tenista do mundo atingiu seu terceiro título de Grand Slam em nove finais, além do fato do atleta ter se consagrado jogando em quadras de grama, já que em 2016 conquistou o título do ATP de Queen’s que é realizado na grama. Com o título de Wimbledon, Andy Murray totaliza agora 12 taças conquistadas em torneios disputados na grama. O escocês termina Wimbledon com ótimos resultados, vencendo todas as partidas sem perder nenhum set, com exceção na partida pelas quartas de final contra o francês Jo-Wilfried Tsonga, quando venceu a partida por 3 sets a 2.

Mesmo perdendo a grande final, o canadense Raonic não teve uma passagem ruim por Wimbledon. Perdendo a final para o segundo melhor tenista do mundo, Raonic enfrentou nas semifinais o terceiro tenista no ranking mundial, Roger Federer e em uma partida equilibrada Milos Raonic venceu o suíço por 3 sets a 2 e conseguiu chegar pela primeira vez em uma final de Grand Slam. Em 2016, Raonic já havia chegado à semifinal do Aberto da Austrália, conseguindo sua melhor campanha em um torneio de Grand Slam até a final de domingo. Com esses resultados, o canadense tornou-se o tenista mais bem sucedido de seu país e poderia ainda ter se tornado o primeiro tenista nascido depois de 1990 a conquistar um dos quatro principais torneios de Grand Slam. Porém, com a derrota, além de não conseguir esse feito, Raonic ainda manteve um grande jejum jogando contra Andy Murray. Em dez partidas entre os tenistas, foram sete vitórias de Murray e três de Raonic, sendo que a derrota no último domingo foi a sexta seguida.

A partida

Andy Murray e Milos Raonic ao fim da grande final.

Andy Murray e Milos Raonic ao fim da grande final.

Logo na primeira parcial, o tenista Andy Murray venceu 18 dos 21 pontos disputados com o seu primeiro serviço, aproveitando ainda uma das três oportunidades de quebra para vencer o primeiro set por 6-4. E com o bom desempenho de Murray, o adversário canadense acabou não tendo nenhuma chance de break point. No segundo set, nenhuma quebra de nenhum dos lados. Enquanto Murray cometeu apenas dois erros não forçados, seu adversário cometeu 11 erros. O tenista escocês ainda teve quatro oportunidades de vencer o saque do canadense, mas acabou desperdiçando todos eles. Com isso, o set foi para o tie-break, o qual foi encerrado com Murray vencendo por 7-3. No terceiro e último set, Raonic teve algumas chances de quebrar o saque de Murray, porém, sem sucesso viu seu adversário marcar dois pontos e virar a parcial para 3-2. Com ambos os tenistas defendendo muito bem seus respectivos serviços, o terceiro set também foi para o tie-break. Com Murray conquistando o primeiro ponto e no saque adversário conseguindo o mini-break, o tie-break foi resumido a pontos do escocês Andy Murray, que fechou o set com parciais de 7-2 e conquistou pela segunda vez o título de Wimbledon.

Confira abaixo alguns números da grande final entre Andy Murray e Milos Raonic:

  • Parciais: 6-4, 7-6(7-3), 7-6(7-2);
  • Duração da partida: 2 h 47 min;
  • Aces: Murray – 7 / Raonic – 8;
  • Duplas faltas: Murray – 2 / Raonic – 1;
  • Porcentagem de primeiro saque: Murray – 67% / Raonic – 64%;
  • Aproveitamento em pontos definidos no voleio (pontos e subidas): Murray – 17-22 / Raonic – 46-74;
  • Winners: Murray – 39 / Raonic – 39;
  • Erros não forçado: Murray – 12 / Raonic – 29;
  • Aproveitamento em break points: Murray – 1-7 / Raonic – 0-2;
  • Total de pontos ganhos: Murray – 115 / Raonic – 102;

Boas Apostas!